terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Promessas de Venâncio não saem do papel;veja!

Balanço mostra que principais metas do governo Venancinho ainda não saíram do papel

Venancinho (DEM)
BACABEIRA-MA: O prefeito José Venâncio, o Venancinho (DEM) chega ao último ano de seu governo, e algumas de suas promessas de campanha ainda não saíram do papel, segundo relatório feito nesta terça-feira (31) pela FOLHA MARANHÃO.

Embora boa parte das metas possa ser cumprida até dezembro de 2012, algumas não têm projeto, fonte de recursos nem local. Com isso, fica a impressão de que os auxiliares e assessores estão trabalhando em ritmo lento ao cumprimento das promessas de campanha estabelecidas no plano de metas do então candidato a prefeito nas eleições 2008.


É o caso, por exemplo, dos investimentos em saúde, que estavam previstos a construção de um moderno hospital, mas até agora nada foi definido. Em 17 anos de emancipação, Bacabeira ainda continua com o mesmo Posto de Saúde funcionando sem as mesmas especialidades existentes nas grandes casas de Saúde.


A FOLHA MARANHÃO pediu à Secretaria Municipal de Saúde para comentar o assunto, mas não havia sido atendida até por volta das 12h de ontem. No entanto, com o objetivo de tentar passar a falsa impressão que está ‘trabalhando' no setor, o prefeito constrói mais postos nos povoados e acha que vai conseguir curar o ‘câncer' que é a saúde na cidade. Como não consegue resolver a questão, enquanto isso, as ambulâncias com pacientes do município continuam as procissões em busca de atendimento na capital.

O levantamento constatou ainda, que entre as metas cuja execução própria a prefeitura considera "não iniciada", está à construção de uma Moderna Praça de Eventos que seria instalada no polêmico ‘terreno da discórdia', localizado enfrente à Igreja Católica Imaculada Conceição.

Entre o que Venancinho prometeu e nem começou a fazer, estão, entre outras coisas, acabar com o fim do ‘lata d'água na cabeça' que ainda consome famílias de alguns povoados; e melhorar a qualidade do ensino, que quando ainda era candidato, disse que seria uma prioridade. O prefeito até que tem construído muitas escolas, mas na questão de qualidade de ensino, o município só vem levando ‘bombas' em suas notas.

METAS QUE BENEFICIARAM OS EMPRESÁRIOS
A única meta atingida, que não estava no plano de governo do democrata, mas acabou acontecendo, foi à implantação da linha Bacabeira/Rosário que beneficiou apenas o empresário da Cisne Branco e prejudicou os pobres taxistas do lugar; e a renovação da merenda escolar com o velho jogo de carta marcada, que beneficiou também empresários que supostamente teriam feito doações de recursos para financiar a campanha eleitoral do então candidato DEM. A tal meta atingida no inicio deste ano, foi como, digamos, uma gratidão do prefeito Venancinho pelo ‘apoio' que recebeu durante a campanha.

CONSTRUÇÃO DE ESTÁDIO NÃO TEM FIM
Em 2008, Venancinho prometeu entregar um grande estádio de futebol. A Praça esportiva está em construção em Bacabeira desde 2006. A obra, cujo valor total é de R$ 586 mil, faz parte do Projeto Esporte e Lazer na Cidade, do Ministério dos Esportes, em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF). Até hoje a obra não tem previsão de inauguração. A construção teve data para começar, mas não tem prazo para terminar.

Assim como das outras vezes, entramos em contato com a Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, para falar sobre o assunto, mas como sempre, ninguém sabe dar uma explicação de nada. Foi preciso muita pesquisa para descobrir que o estádio de ‘construção infinita', ocupará uma área de 110 x 90 m, em terreno doado pela Prefeitura. Terá arquibancada com capacidade para receber cerca de 1.500 pessoas, banheiros, vestiários, entre outros compartimentos como bilheteria e área administrativa, além de gramado e iluminação especial.

A reportagem fez um resumo das principais promessas de campanha que ainda não saíram do papel. No decorrer da semana vamos relembrar às do primeiro mandato que foi de 2005 a 2008.

SAÚDE
O programa de campanha do DEM apontava um plano de construção de um hospital no município, funcionando 24h por dia, com o objetivo de acabar com a procissão de ambulâncias na BR-135. ATÉ AGORA NÃO CUMPRIU.


MORADIA
Venancinho, em campanha, prometia acabar com as moradias precárias, por meio do programa de casas populares do governo federal. Entregou apenas 30 casas na Sede e só. O RESTANTE NÃO CUMPRIU.


EDUCAÇÃO
A meta, proposta em campanha, era dar fardamento e livros para estudantes da rede municipal. Além disso, afirmou que iria construir creches nos principais povoados. Cumpriu apenas a primeira parte do fardamento escolar gratuito aos alunos da rede pública. O restante da promessa vai deixar para o sucessor cumprir.
EMPREGO E RENDA
Para gerar mais empregos, Venancinho prometeu em campanha, criar mecanismos profissionalizantes para os jovens. As carretas com cursos estão nos bairros, porém, quando o jovem tem a oportunidade de garantir a estabilidade profissional, o prefeito ‘exclui' do concurso público da Prefeitura, o cargo de professor de nível médio (magistério), ou seja, discurso e prática não são o forte do Democrata.

ESPORTE
Para fortalecer e incentivar a prática esportiva, Venancinho prometeu a construção do primeiro estádio do município. As obras começaram, depois pararam, voltaram novamente, pararam, e devem ficar assim por um bom tempo.

INFRAESTRUTURA
Prometeu asfaltar ruas e avenidas. Começou a colocar a promessa em prática, no entanto, é preciso saber se as obras são realmente seguras, ou se não vão desaparecer com as chuvas de abril (que são as mais fortes). A ‘rádio peão' diz que o asfalto que vem sendo aplicado em algumas vias se parece com ‘sonrisal', daqueles que não pode ver água.



segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

A ele o que é dele...

Jefferson Calvet
Não se pode negar que o líder da oposição na câmara municipal, vereador Jefferson Calvet (PSC), tem sido até aqui, o vereador destaque na legislatura 2009/2012, no município de Bacabeira-MA.

Como surpresa das eleições de 2008, Jefferson tem mostrado a que veio. Com discurso seguro e autor da maioria de matérias já colocada em pauta, e projetos interessantes que infelizmente não foram aprovados no ano passado, o vereador cristão, diz voltar em fevereiro com a mesma disposição que sempre teve e muito mais.
Apesar de atuante como vereador, Jefferson Calvet também tem mostrado afinco como articulador da oposição.
Isso mesmo!
Articulador, conseguiu junto com a vereadora Dineide Ramos (PR) tirar o vereador Martinho Ferreira (PR) e o vereador Carlito (DEM), da base governista no final de 2010. E com isso, realizaram um prodígio regional como jamais havia existido antes: Unificar a oposição em Bacabeira, reunindo lideranças antes dispersas.
Hoje atual presidente do Partido Social Cristão (PSC), em Bacabeira, o vereador Jefferson retomará os trabalhos ainda mais forte. Além de ser vereador, é evangélico e presidente de um partido com base influente na classe cristã do Município, no Estado e no Brasil.
Logo, implicamos em dizer que o blog da verdade tira de fato e de direito, o chapéu ao jovem vereador cristão, Jefferson Calvet (PSC).

Concurso de Bacabeira 'exclui' candidatos;veja

Do Portal Folha do Maranhão


A atual administração de Bacabeira parece odiar a classe dos professores, só isso explica o fato de excluírem do concurso público, o cargo de professor nível médio (magistério) para atuar na educação infantil. Como se não bastasse o descumprimento da lei nacional do piso do magistério, a Prefeitura resolveu ‘destruir' o sonho de estabilidade de vários bacabeirenses.

Ontem, alguns candidatos que se preparavam para participar do concurso público denunciaram ao Blog que, no edital divulgado no último dia 23 de janeiro, a Prefeitura de Bacabeira pede só candidato graduado para atuar como professor na educação infantil.

Conforme levantamento realizado pelo blog, mais de 1.000 (mil) concorrentes que possuem apenas o curso de ‘formação de professor' em Bacabeira, vão ficar de fora do concurso.

Os candidatos afirmam que se prepararam em busca do sonho: lecionar em sala de aula. Além disso, eles contam ainda que, passaram anos estudando com o objetivo de buscar a formação no magistério.

"Fizemos um grande investimento em busca de uma formação, porém, quando surge a oportunidade de seguir na carreira, somos impedidos. É esse o governo que se diz priorizar a formação profissional de seus munícipes? " Questiona um leitor que denunciou o caso ao blog e pediu para não ter a identidade revelada.

Ele diz ainda que ficou muito chateado com a atitude do atual prefeito (Venancinho) de excluir do concurso os professores de nível médio. "Pra quem quer fazer um sucessor na Prefeitura, ele teve muita coragem, por este ser um ano de eleição. Vai ter troco nas urnas!" Desabafou.

Revoltados, os 'excluídos' ameaçam entrar na Justiça para ter o direito de participar do concurso. "Vamos levar o caso ao Ministério Público. Estamos respaldados na LDB", revelou.

MEC SUSPENDE EXIGÊNCIA DE FORMAÇÃO SUPERIOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL


Os candidatos ‘excluídos' do concurso de Bacabeira reclamam com razão. Isso porque a lei maior da educação do país, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), sancionada em 20 de dezembro de 1996, traz em seu Art. 62, a seguinte redação:

A formação de docentes para atuar na educação básica far-se-á em nível superior, em curso de licenciatura, de graduação plena, em universidades e institutos superiores de educação, admitida, como formação mínima para o exercício do magistério na educação infantil e nas quatro primeiras séries do ensino fundamental, a oferecida em nível médio, na modalidade Normal. (Regulamento).

§ 1º A União, o Distrito Federal, os Estados e os Municípios, em regime de colaboração, deverão promover a formação inicial, a continuada e a capacitação dos profissionais de magistério. (Incluído pela Lei nº 12.056, de 2009).

§ 2º A formação continuada e a capacitação dos profissionais de magistério poderão utilizar recursos e tecnologias de educação a distância. (Incluído pela Lei nº 12.056, de 2009).

Por tanto, com a regulamentação da LDB, o MEC resolveu suspender a exigência de formação superior para professores de Educação Infantil e das primeiras séries do Ensino Fundamental.

O órgão diz ainda que Magistério, apesar de não ser um curso superior, e sim de nível médio, mesmo assim, ele habilita o professor para lecionar na Educação Infantil. Mesmo sabendo dessa regra, o município de Bacabeira resolveu descumprir.

Entretanto, o blog descobriu porque o município resolveu adotar por conta própria, a exigência de aceitar só candidato graduado para atuar como professor na educação infantil. O motivo tem haver com os vários processos tramitando na justiça movidos justamente por professores que subiram de grau de formação. Nessa semana vamos mostrar detalhes do caso.


sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Moradores do Povoado Stª Quitéria pedem suspensão da reintegração de posse

Área é alvo de disputa e desocupação do local vem sendo marcada por violência entre ocupantes e proprietários. Esta é a segunda vez que a reintegração é suspensa.


O medo e a insegurança no Povoado Santa Quitéria no município de Bacabeira, no Maranhão, faz parte da rotina das 290 famílias que moram na região.
Tudo começou em 1998, quando o advogado José Valmir Moura entrou com uma ação de reintegração de posse, junto ao Tribunal de Justiça do MA, alegando ser o proprietário das terras ocupadas.

Em abril de 2010 foi expedido um mandado de reintegração de posse, e a associação de moradores recorreu, conseguindo medida cautelar, suspendendo a decisão até que se julgue o mérito da questão. Na época os moradores alegaram que desconheciam a propriedade das terras como sendo pertencente à José Valmir, uma vez que ele concorreu em 2006 às eleições estaduais, como candidato à deputado, e não apresentou as terras alegadas em sua declaração de bens.

Acontece que em dezembro de 2011 o efeito cautelar foi extinto, sem julgamento do mérito, graças a um despacho da desembargadora Maria das Graças Duarte, por entender que não estavam preenchidas as condições da ação. Determinando mais uma vez a reintegração de posse em favor de José Valmir.

Preocupada, a Associação de Moradores do Povoado Santa Quitéria entrou com Mandado de Segurança para suspender a retomada das terras. A liminar foi concedida pelo Desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, que baseou sua decisão na necessidade de Intervenção do Ministério Público na ação.

Como a questão parece longe de ser resolvida, e as constantes ameaças de violência, os moradores solicitaram à juíza da comarca de Rosário (responsável pela área) que José Valmir Moura seja intimado da liminar que suspendeu a reintegração, para que evitar que ele pratique qualquer ato atentatório à posse do Povoado, a fim de manter a ordem e a integridade dos moradores que ocupam a região há mais de 15 anos.



Do Blog do  Luis Cardoso


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Chamadas de fixo para móvel ficarão 36% mais baratas até 2014

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou ontem o início para fevereiro da nova regra de redução da taxa de interconexão: subsídio inserido nas contas telefônicas desde a época da privatização do setor de telecomunicações (1998) para financiar a construção de infraestrutura para o então incipiente mercado de telefonia celular.

Segundo o vice-presidente da agência, Jarbas Valente, haverá uma redução escalonada até 2014, quando as tarifas de chamadas fixo-móvel ficarão em média 36% menores do que seriam com a aplicação dos reajustes previstos antes da nova regra.

A medida foi aprovada pela Anatel em outubro do ano passado. A estimativa inicial, publicada em novembro, previa ganhos de cerca de 45% aos usuários.

A Anatel anunciou só agora o cronograma oficial de aplicação das reduções após a derrubada de liminar obtida pela Oi que impedia a Anatel de homologar a regra.

A primeira redução será de aproximadamente 10%, aplicada a partir de 24 de fevereiro. A tarifa custa hoje em média R$ 0,54, e seria reajustada em fevereiro para R$ 0,56. Com a nova regra, passará a ser de R$ 0,49. Os números são uma média dos valores aplicados no país.

Em fevereiro de 2013, a tarifa seria reajustada para R$ 0,57. Com a nova regra, passará a valer R$ 0,45. Em 2014, a tarifa que seria em média de R$ 0,59, passará a custar R$ 0,43.

Valente destacou a redução como uma medida aliada ao combate à inflação. Pelos cálculos da agência, a mudança terá um impacto de 0,05 pontos percentuais sobre a inflação medida pelo IPCA.

O governo aposta na tendência de mais procura aos serviços, mais tráfego de voz e dados, e descarta baque no caixa das empresas, segundo afirmou Valente. O governo espera ainda que as operadoras ampliem a oferta de pacotes e promoções.

O PPS joga verde pra ver se colhe madura.

A intenção do partido é um blefe.
A Comissão Provisória do PPS no município de Bacabeira está jogando e blefando ao mesmo tempo.

Semana passada, o portal Folha do Maranhão que publica matérias sobre Bacabeira, escreveu em seu artigo o seguinte; Luna anuncia pré-candidatura em Bacabeira. Mas tudo isso não passa de um jogo político, é claro.
Vejam bem:
O secretário de pesca e meio ambiente do município de Bacabeira é um dos dirigentes do partido na cidade. Logo, sabe-se que se o partido se lançar em uma eventual disputa a prefeitura de Bacabeira, deixará claro que o ex-vereador e atual secretário Desterro, não fará parte do projeto de sucessão do prefeito venancinho (DEM) e poderá ser penalizado com a perca de seu cargo por isso.

Todo mundo sabe que o PPS não tem um nome, grupo e nem bagagem para lançar uma candidatura sozinho, e muito menos, preocupa alguém.

A intenção de “lançar” o nome do empresário Gilvan Luna é apenas uma forma de chamar a atenção do prefeito Venancinho. É aquela história do se colar colou.

Na verdade o PPS em Bacabeira está querendo jogar verde só pra ver se colhe madura. O que é bem difícil.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Prefeito de Icatu responderá ação penal no Tribunal de Justiça


Prefeito Juarez Lima
Os desembargadores da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão receberam denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) contra o prefeito de Icatu, Juarez Alves Lima, acusado de condutas irregulares no exercício financeiro de 2005 e em aplicações de recursos públicos.


Segundo a denúncia do MPE, o prefeito deixou de elaborar o Código Tributário Municipal, durante o exercício financeiro de 2005, resultando em prejuízos ao erário pela falta de arrecadação de tributos. Além de exceder o limite de repasses ao Poder Legislativo municipal e deixar de aplicar corretamente os recursos do FUNDEB, Lima também teria ordenado e efetuado também despesas não autorizadas ou em desacordo com as normas financeiras, na compra de produtos e serviços não licitados, tendo em alguns casos dispensado o procedimento licitatório.


O prefeito apresentou defesa, alegando que a denúncia não teria obedecido aos requisitos previstos em lei, não tendo descrito a conduta do acusado. Argumentou ainda que a responsabilidade seria dos secretários ou terceiros, pois o prefeito teria assinado documentos sem o conhecimento das irregularidades penais.


O relator da denúncia, desembargador Joaquim Figueiredo, entendeu observados os requisitos da lei, na medida em que houve a narrativa dos fatos com todas as circunstâncias e documentos.


O magistrado entendeu que os fatos mereceriam análise mais apurada via instrução processual, de forma que o recebimento da denúncia representa um juízo prévio, para posterior avaliação.


O voto de Joaquim Figueiredo seguiu parecer da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) e foi acompanhado pelos desembargadores Froz Sobrinho e Raimundo Sousa.


Do blog do Jorge Vieira


segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Pinheiro Júnior já patrocina até bloco de Carnaval

 
Venancinho já não esconde mais que o ‘pré-candidato escolhido’ é mesmo seu sobrinho. Semana passada, publiquei em primeira-mão que, Venancinho vem mostrando 'preferência pessoal' por Pinheiro Júnior para ser seu sucessor nas eleições deste ano. Alguns não acreditaram, por achar que Venancinho esteja usando Júnior apenas para desviar o foco do suposto nome do sucessor.

Hoje, o blog recebeu a segunda prova que, o provável candidato de Venancinho é mesmo o seu sobrinho. O suposto ‘pré-candidato escolhido' virou patrocinador do bloco Fama, de Rosário.

Daqui a pouco, o blog vai trazer mais detalhes sobre o assunto.

 

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Assim como Arrumadinho, deputado Edson Araújo, também pode perder o mandato

Dep. Édson Araújo na corda bamba 
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, determinou o arquivamento de um mandado de segurança apresentado pelo deputado estadual Edson Cunha Araújo contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado.

No mandado de segurança encaminhado ao TSE, Edson Araújo questionava ato do TRE-MA, que aceitou pedido do MPE para anexar novos documentos no processo de investigação judicial eleitoral que corre naquele Tribunal.

A ação movida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) pede a cassação do mandato de Edson Araújo por prática de conduta vedada durante a eleição de 2010, na qual foi eleito.

Segundo o TRE, os documentos apresentados pelo MPE guardam relação com os fatos descritos na peça inicial, “tendo em vista que o representado Edson Cunha de Araújo ocupou o cargo de presidente da FECOPEMA, podendo, em razão disso, ter utilizado de sua influência em qualquer colônia de pescadores do Estado do Maranhão para o fim de obter vantagens eleitorais, mormente se levarmos em consideração o aumento médio de 265% no número de requerentes ao seguro-desemprego do pescador artesanal no nosso estado, sendo que em alguns municípios o número de pescadores é incompatível com a população economicamente ativa”.

Na decisão, o ministro Lewandowski destaca que nos termos da jurisprudência do TSE, “mandado de segurança contra ato judicial somente é admitido em hipótese excepcional, em que seja evidenciada situação teratológica (anômala) e possibilidade de dano irreparável ou de difícil reparação”. E analisa que o atual caso não se enquadra nessa excepcionalidade, não havendo, portanto, “prejuízo irreparável ao impetrante”.

Com isso, o processo continuará seu curso no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.
 Do blog do Jorge Vieira

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Quem do grupo tem coragem de peitar uma decisão de Venancinho?

Prefeito Venancinho (DEM)
Numa rápida visão panorâmica que o blog da verdade fez, podemos observar que a situação do prefeito de Bacabeira, Venancinho (DEM) é a mais confortável possível. Tudo porque, sendo ele o chefe da tribo governista na prefeitura de Bacabeira, tem também sob seu comando seis (6) vereadores, todos os secretários e lideranças comunitárias, além é claro, uma prefeitura rica digamos assim.


Em uma matéria publicada pelo Portal Folha do Maranhão e reproduzida pelo blog da verdade, onde falava sobre  Venancinho mostra preferênia pessoal por Pinheiro Júnior ,  nos leva a crer que, o desejo do prefeito Venancinho pode ser executado sem medo. Sem que haja alguém de seu grupo a peitar uma possível indicação dele, sem ter a necessidade de pedir opinião dos seis vereadores e dos demais integrantes de seu grupo político.

Vereador Alan pode dá adeus ao plano
Um eterno sonhador e um dos pouco prováveis a ser indicado por Venancinho, vereador Alan Linhares (PTB) pode até querer ensaiar uma briga ou até mesmo, um desentendimento. Mas nada que o afaste das asas de seu chefe maior. Mesmo porque, pra onde ele vai, se não ficar e aceitar calado?





Vilmar: Duro apenas para algumas coisas
Outro que aparenta ser linha dura, vereador Vilmar Fernando (DEM) também não terá coragem de ser contrário a qualquer que seja a escolha de Venancinho, como seu candidato a prefeito este ano. Muito embora aparente ser duro, Vilmar é só fogo de palha e nunca teria coragem de ficar contra o prefeito em nada nessa vida.

O vereador Romualdo é um dos tais que poderia assanhar uma discórdia, pelo simples fato, que hoje, Romualdo é presidente da câmara. Entretanto, ele tem uma divida com o prefeito. Deve seu posto na presidência do legislativo municipal ao seu chefe, como ele mesmo o chama. Por isso, Romualdo também é obrigado a engolir qualquer nome que Venancinho lançar, até mesmo se esse nome saísse da oposição.
Os vereadores Carlito (DEM), Zezé (DEM) e Arrumadinho (PSDB), esse mesmo que não tem voz ativa no governo. Pra eles tanto faz como tanto fez. Qualquer um que vier que venha. O importante é que eles não deixem a mamata.
E assim vai acontecer. Venancinho tem “carta branca” do seu grupo para decidir o que quiser, sem que ninguém lhe diga um “A”.

Vereador Arrumadinho e o drama da Cassação.


Vereador Arrumadinho  X  Jayres
O vereador de Bacabeira José Benedito (PSDB), que atende pela alcunha de Arrumadinho, tem vivido momentos de expectativas que podem ser positivas ou negativas, por conta de um processo de cassação de seu mandato eletivo, tramitando no Tribunal Regional Eleitoral (TER-MA) por infidelidade partidária ao ter trocado o Partido da República (PR) e se filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em Bacabeira.

Segundo informações, o impetrante da ação é um suplente Jayres Sousa (PR) que obteve apenas cinco votos na eleição de 2008. Por não haver mais nenhum concorrente em sua frente à vaga, Jayres se sentiu no direito de entrar com ação pedindo na justiça eleitoral, a vaga do vereador Arrumadinho.

Pela legislação brasileira, o suplente tem todo o direito de pedir o mandato se houver comprovação de infidelidade por parte do “infiel partidário”. No caso de Arrumadinho, Jayres tem provas suficientes para cobrar a vaga do mesmo junto ao TER-MA.
Vereador Arrumadinho se sente abandonado pelo grupo
Segundo informações biônicas, o vereador Arrumadinho estaria se sentindo abandonado pelo grupo, pelo qual hoje é o causador dele estar enfrentando problemas jurídicos.

Pra quem desconhece a história política local, é importante saber que Arrumadinho foi eleito pelo PR, e logo que assumiu o mandato de vereador em 2009, deu “um chute no traseiro” do partido, traindo a vereadora Dineide Ramos (PR), na disputa pela presidência da Câmara naquela ocasião.

Em 2010, arrumadinho traiu novamente seu partido ao ficar contra a chapa em que o PR fazia parte. Segundo informações, essas são as provas que o suplente Jayres Sousa diz ter contra Arrumadinho, o que aumentam a tese, de que Arrumadinho não se safará dessa cassação.

Vereadores evangélicos poderão compor chapas na majoritária.

As duas forças do segmento evangélico de Bacabeira estarão em palanques opostos

Vilmar Rocha (DEM) e Jefferson Calvet (PSC)
Nem bem as pré-candidaturas à sucessão do prefeito de Bacabeira, José Venâncio (DEM), foram postas no xadrez eleitoral do pleito deste ano, e já começam a surgir nomes para ocupar a vaga de vice nas chapas. Pelo menos dois vereadores do meio evangélico despontam como possíveis candidatos a vice-prefeito para as próximas eleições: Jefferson Calvet (PSC) e Vilmar Fernando (DEM)

Uma corrente evangélica trabalha internamente e silenciosamente para viabilizar a indicação de um nome representativo do segmento na posição de vice-prefeito, em uma das chapas (oposição ou governo) com chances de vitória na disputa pela Prefeitura Bacabeirense.

A indicação tem um objetivo: concentrar o maior número possível dos votos dos evangélicos nas eleições deste ano. O crescimento do segmento e sua organização política atrai no município cada vez mais a atenção dos partidos e coligações. Estima-se que cerca de 20% do eleitorado bacabeirense seja ligado a alguma igreja evangélica.
A força do segmento em Bacabeira é tão grande que, em 2008, dos noves vereadores eleitos, dois militam politicamente no segmento evangélico.

Tanto Jefferson como Vilmar já se colocaram à disposição para ser candidato a vice-prefeito em uma das chapas. Porém, o primeiro deverá disputar a vaga pela oposição com Martinho Ducarmo (que foi vice de Venancinho de 2004 a 2008). Já o segundo, entra numa disputar ainda maior, com Delson, Desterro e Arrumadinho.
Líderes em palanques opostos
Apesar do grande potencial eleitoral do segmento evangélico em Bacabeira, a divisão dos líderes pode comprometer o trabalho realizado por eles para fortalecer o setor. Hoje, Vilmar e Jefferson, considerados os principais lideres ligados às igrejas figuram em palanques políticos divergentes, o que dificulta a união do eleitorado do segmento em torno de uma candidatura majoritária.
Jefferson Calvet, presidente municipal do PSC, segue a liderança do seu tio, o ex-prefeito Reinaldo Calvet (PSC). Deverá estar no palanque do candidato apoiado pelo próprio tio, que hoje mostra simpatia pelo nome do ex-vereador Ubirajara Torres, o Bira (PDT).
Já Vilmar Fernando seguirá o caminho político que for adotado pelo DEM, que ainda não definiu se lançará candidatura própria, ou se vão apoiar nomes do PTB, PPS ou PSDB.


Abre o olho Alan: Venancinho mostra 'preferência pessoal' por Pinheiro Júnior

Suposto ‘pré-candidato escolhido’ já participa de ‘estágio’ para prefeito


Termina no próximo mês, o prazo que o prefeito José Venâncio, o Venancinho (DEM), estabeleceu para anunciar o candidato que deverá disputar a Prefeitura de Bacabeira na campanha municipal deste ano. Até agora, entretanto, nenhum nome foi discutido e, conforme as informações apuradas pelo blog, se Venancinho realmente divulgar um nome em fevereiro, o que é pouco provável, a escolha será "preferência pessoal".

"Surgiu esse prazo político de que o prefeito iria apresentar um nome para o grupo, mas isso é uma disposição dele porque, oficialmente, até agora, nenhum partido da base abriu discussão sobre isso. Se tiver que ser apresentado isso em fevereiro é uma decisão pessoal do prefeito", analisou uma fonte ao blog após vários contatos com as chamadas autoridades competentes.

O informante concluiu assim o panorama da eleição para prefeito de Bacabeira em 2012:

"Venancinho pode cometer erros na gestão administrativa. Mas na política ele come pelas beiradas".

A fonte, respirou e emendou:

"Venancinho anunciará daqui a quinze dias um nome Petebista que será rejeitado pelo Grupo.

"Criado o impasse, ele anunciará o candidato de sua preferência: Pinheiro Junior.

"Comprometido nacionalmente com o ministro Edson Lobão, a governadora Roseana será forçada a apoiar a indicação.

"Em 2014, ano da Copa, o então prefeito Venancinho pretende ser escalado pelo DEM para cair em ‘campo' como candidato a deputado estadual apoiado justamente pelo nome que pretende lançar para sua sucessão", concluiu.

‘ESCOLHIDO' JÁ TEM ATÉ AGENDA COMO PREFEITO
Em partes, o blog deve concordar com a análise, e mostra em imagens a foto-fofoca que resume os comentários acima. Vejamos:

Na última quinta-feira (12), durante a assinatura do convênio entre Senai e Petrobras visando formar 600 profissionais na área de Construção Civil até agosto de 2012, para trabalhar nas obras da Refinaria Premium I, quem esteve representando o prefeito de Bacabeira, José Venâncio, foi ninguém menos que o próprio Pinheiro Júnior.

Comentários a boca miúda que rolam nos quatro cantos de Bacabeira diz que, Júnior ao representar o ‘chefe' em eventos ou compromissos oficiais, estaria fazendo uma espécie de ‘estagio' para prefeito. "Ele (Pinheiro Júnior) está como uma agenda puxada, e representa Venancinho em tudo, inclusive, nos velórios", brincam os maldosos.



quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Homem é morto à tiros em Rosário.

O crime aconteceu na tarde de terça-feira (17) por volta de 16h00min enfrente ao posto de combustível gideão em uma das avenidas mais movimentada de Rosário.

Um casal estava em uma moto quando teria sido supostamente abordados por dois homens armados, que segundo testemunhas era um corsa classic de cor vinho e placa ainda não identificada.

Os ocupantes possivelmente estavam indo para sua residência no bairro da corrente, sentido Bacabeira, os dois ocupantes da moto estavam sem capacete, sendo que a vítima estava na garoupa o que facilitou a sua identificação.

A vítima "TUCA" com era conhecido foi atingido por aproximadamente nove (9) tiros sendo alguns tiros na região da cabeça, o que caracteriza execução.

Uma ambulância da unidade mista  de Rosário foi enviado ao local pra prestar socorro mais depois de alguns minutos a vítima não resistiu aos ferimentos.


Petrobras 'esconde' valor de convênio em Bacabeira

O convênio prevê a construção de cinco escolas, cinco quadras poliesportivas e três creches.

No dia 26 de dezembro de 2011, a Petrobras e a Prefeitura de Bacabeira assinaram convênio com objetivo de conjugar esforços para execução de projetos na área social e educacional. O convênio prevê que a Petrobras repasse recursos à Prefeitura, para a construção de cinco escolas e três creches. O documento foi assinado pelo gerente geral de Implantação da Refinaria Premium I, Fernando Fernandes Martinez, e pelo prefeito de Bacabeira, José Venâncio Corrêa Filho.


Até ai tudo bem...., o problema é que os valores para a construção das obras não foram revelados. Como se trata de obras públicas, o blog resolveu pesquisa detalhes dessa transação. De acordo com as informações, a Petrobras teria efetuado o primeiro repasse logo após a assinatura do convênio. Os demais repasses serão feitos após comprovação da execução da fase anterior.



Segundo informações da "rádio peão" (aquela que aumenta mais não inventa), as cifras giram em torno de R$ 25 milhões.



Apesar de não revelar oficialmente o quanto irá receber da Petrobras, a Prefeitura aproveitou para renovar o alvará da Refinaria Premium I, e ‘abocanhou' uma bagatela de R$ 3 milhões. Porém, há quem diga que o valor seria o dobro (já que seriam dois alvarás), mas essa conta só vai fechar mesmo depois que o blog analisar documentos já solicitados juntos aos órgãos de Receitas do Estado.



Em um destes documentos ao qual o blog teve acesso, descobrimos que a Petrobrás vai despejar R$ 124 milhões no Maranhão a título de Compensação Ambiental. O acordo firmado entre a Estatal e o Governo do Estado do Maranhão, por intermédio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais, foi assinado no dia 16 de dezembro de 2011, ou seja, dez dias antes da assinatura do convênio em Bacabeira.

O acerto do cumprimento de Compensação Ambiental referente à licença da Refinaria Premium I, será parcelado até 2018, data em que se estima o pleno funcionamento da refinaria e não em 2014 como tem pregado o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.


Só para lembrar, o valor do contrato da 'compensação ambiental' é de R$ 124.702.491,90. Será que o convênio feito entre Petrobras e Prefeitura saiu desse montante?

Portal Folha de Bacabeira

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Polêmica do "não repasse da merenda" continua.

Prestação de contas de merenda escolar vai ajudar esclarecer polêmica

Secretária de educação
A polêmica sobre o não repasse da merenda escolar envolvendo a Prefeitura de Bacabeira e a Creche Estrelinha continua. Na semana passada, a instituição filantrópica acusou o Município de não atender a determinação do Ministério da Educação determinando o envio da merenda escolar nos doze meses do ano. De acordo com a entidade, a Prefeitura só repassou três dos doze repasses determinado pelo MEC.

Por sua vez, a Prefeitura diz que a Creche estaria irregular, embora não tenha informado qual ou quais seriam estas irregularidades. Conforme o relatório do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FUNDEB), através do Sistema de Transferências Legais (STL), a Creche Estrelinha, única em atividade no município, não possui até o momento nenhum tipo de irregularidade. O relatório diz ainda que a entidade está conveniada no MEC/INEP sob o código 2 1.597.693 e possui 35 alunos.

A direção da Creche nega qualquer irregularidade. "Se a instituição tivesse alguma irregularidade, o próprio MEC já teria nos informado por meio de carta".

O blog vai analisar nos próximos dias a prestação de contas de merenda escolar do município para esclarecer polêmica. Vale ressaltar que, para poder prestar contas dos supostos repasse da merenda escolar à Creche Estrelinha, a Prefeitura de Bacabeira terá de apresentar notas constando a assinatura da presidente da instituição filantrópica. Se houve repasse, obviamente, terá de ter prestação de contas.