quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Eleitos serão diplomados no dia 18 de dezembro.


O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão definiu nesta terça-feira (30) a data, o local e o horário de diplomação dos candidatos eleitos em 2012, durante reunião do desembargador José Bernardo Silva Rodrigues (vice-presidente, corregedor e ouvidor) com o secretário estadual Jura Filho (Turismo) e com o juiz Jamil Aguiar (titular da 76ª zona eleitoral)
“A entrega dos diplomas acontecerá no dia 18 de dezembro, às 16h, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana”, informou o corregedor, logo após confirmar com o secretário que o local estava disponível para uso do TRE nesta data.

Candidatos que disputaram o 1º turno têm de prestar contas até 6 de novembro


Os candidatos que participaram somente do 1º turno devem apresentar suas prestações de contas até 6 de novembro. Além das contas de candidatos e comitês financeiros, a Justiça Eleitoral espera, no mesmo prazo, a entrega das prestações de contas dos diretórios dos partidos (municipais, estaduais e nacionais) referentes ao 2º turno.
Já os candidatos que concorreram ao 2º turno da eleição para prefeito, realizada neste domingo (28), têm até o dia 27 de novembro para entregar suas prestações de contas finais.
Quem não apresentar as contas não poderá obter a certidão de quitação eleitoral e, em consequência, ficará impedido de obter o registro de candidatura para a próxima eleição por não estar quite com a Justiça.
O envio das prestações de contas finais pela internet não isenta candidatos, partidos e comitês da obrigatoriedade de entrega dessas prestações, com todos os seus demonstrativos e peças na forma impressa, aos cartórios de seus domicílios eleitorais.

Concluído recurso sobre registro de prefeito eleito

Prefeito eleito, Alan Linhares

O recurso em que o Ministério Público e a ex-candidata a vereadora Raimunda Desterro Bezerra Santos, questionam o registro de candidatura do vereador Alan Linhares (PTB), eleito prefeito do município, com 4.180 votos(41,36%), já está concluído e aguarda apenas parecer da ministra Luciana Lóssio, relatora do processo para ser votado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com informações obtidas pela reportagem, o processo foi concluído nesta terça-feira (30), e assim que a ministra der o parecer já estará pronto para ser julgado. A fase de instrução processual foi concluída e as alegações finais entregues, aguardando apenas o parecer da ministra relatora para ser colocado em votação no plenário do TSE.

O recurso questionando o registro de candidatura de Alan Linhares que chegou à Suprema Corte no dia 01 de outubro, já tinha como advogados Américo Lobato e Luciano Matos. No último dia 20, passou a contar também, com o Dr. Antonio Rollemberg, um especialista na área do direito eleitoral.
Linhares que teve a candidatura questionada na Justiça com base na Lei da Ficha Limpa, e chegou a ser liberado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão - TRE-MA, para disputar as eleições, só poderá ser diplomado depois da decisão Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deverá julgar o seu caso até o dia 19 de dezembro, data em que os juízes eleitorais têm para efetivar as respectivas diplomações.






terça-feira, 30 de outubro de 2012

Vereador diz que morte de funcionária da prefeitura foi por omissão de socorro.

Martinho Ducarmo

O vereador Martinho Ducarmo (PR), usou a tribuna da câmara municipal de Bacabeira, na sessão de ontem (29), para fazer uma denúncia grave. Martinho lamentou a morte da funcionária da prefeitura de Bacabeira, que faleceu no último sábado (27), segundo informações, depois de sofrer um ataque epilético.


‘Concita’ como era conhecida, foi levada às 11h da manhã ao centro de saúde, o único na cidade que poderia atendê-la naquele momento. Mas infelizmente, não havia médico na casa de saúde. Segundo o vereador Martinho ainda afirmou, os técnicos de enfermagem e a enfermeira de plantão, demoraram quase 1h, para depois encaminhar a paciente para São Luis, onde chegou a óbito ainda no campo de perizes.


Para Martinho, isso caracteriza omissão de socorro e negligência médica, pois já era mais de 11h da manhã e, o médico nunca havia chegado a seu plantão.


O parlamentar jogou a responsabilidade do ocorrido ao prefeito municipal e sua secretaria de saúde Tatá, e espera que esse tipo de ocorrência não aconteça novamente em Bacabeira.

domingo, 28 de outubro de 2012

Edivaldo Holanda Júnior é o novo prefeito de São Luis.



Acabou agora há pouco no TER-MA, a apuração do 2° turno das eleições em São Luis, onde apontou a vitória já prevista do petecista Edivaldo Holanda Júnior, ao cargo de prefeito da capital maranhense.


O jovem político-evangélico venceu seu adversário e atual prefeito João Castelo (PSDB), obtendo 264.027 mil votos, que corresponde a 56,03%, contra 207,212 mil votos de Castelo, o que corresponde a 43,97% dos votos válidos. Uma diferença de 12,06%.


Holanda Júnior, que atualmente é deputado federal pelo (PTC), deve tão logo, renunciar ao mandato, e deixar sua vaga nas mãos do PDT, partido que lhe deu apoio nessas eleições. Ou seja, o suplente Weverton Rocha (PDT), é quem deve assumir o lugar de holandinha na câmara federal para “representar” o povo do Maranhão.


A eleição de Edivaldo Holanda Júnior não foi surpresa pra ninguém. Além de ter saído vencedor no 1° turno, holandinha sempre manteve a ponta nas pesquisas realizadas durante a campanha eleitoral. Só pra ter uma ideia, a última pesquisa encomendada pelo instituto IBOPE, apontou o favoritismo de Junior em quase 12% de diferença para Castelo.


Parece que o ‘menino’, é mesmo abençoado por Deus. Deste que se elegeu pela 1ª vez para vereador de São Luis, nunca mais perdeu. Já são no currículo dois mandatos de vereador, um de deputado federal e, agora prefeito de São Luis. Isso não é uma benção? ... Sim, é!


Parabéns, Edivaldo Holanda Júnior, você merece...


sábado, 27 de outubro de 2012

Justiça em Rosário bloqueia contas do município para pagar servidores

Blog do Luis Cardoso


A juíza Rosângela Prazeres, titular da comarca de Rosário, deferiu liminar na qual determina o bloqueio de todas as contas do Município. O objetivo da medida é pagar os salários dos servidores municipais, que estão em atraso desde agosto. As contas municipais somente poderão ser movimentadas mediante determinação judicial.
Ficam bloqueados, ainda, todos os recursos do Município, sobretudo aqueles oriundos do FEP, ITR, ICS, CFM, FUS, IPM, FUNDEB, SNA, observadas as disposições referentes à vinculação dos fundos especiais às finalidades para as quais foram criados, até alcançar o limite do valor total dos salários atrasados dos seus servidores. E uma vez atingido o montante necessário para atualização do débito, proceda-se o imediato desbloqueio, comunicando-se previamente à juíza.
De acordo com o pedido do Ministério Público, diversos setores da prefeitura fizeram a denúncia, alegando atraso no pagamento dos meses de agosto, setembro e outubro. Os servidores informaram ao MP que o Poder Executivo Municipal não vem efetuando o pagamento dos servidores públicos de forma regular, acarretando em atraso salarial que alcança até quatro meses em alguns casos, a exemplo dos servidores da Casa do Idoso.
Ao procurar a administração municipal, o MP encontrou sérias dificuldades na busca de um entendimento, pois a situação não seria novidade, estendendo-se desde o mandato anterior do atual prefeito. Acrescentou que não haveria qualquer justificativa plausível para o permanente atraso salarial, uma vez que o Município de Rosário estaria recebendo regularmente os repasses oriundos do SUS, FUNDEB, FPM, PROJOVEM, dentre outros.
Em razão disso, requereu a antecipação dos efeitos da tutela, a fim de sejam bloqueados todos os recursos municipais do FUNDEB, SUS, FPM, PROJOVEM e demais repasses que se encontram nas contas do Município de Rosário, necessários ao pagamento das folhas dos meses em atraso.
Notificado para se manifestar sobre o pedido, o Município de Rosário alegou que a dificuldade no pagamento dos servidores está diretamente relacionada ao bloqueio realizado pela Receita Federal ao Fundo de Participação do Município, haja vista o atraso no pagamento da Previdência Social. Alegou, ainda, que o único mês pendente seria o de setembro/2012 e apenas para os servidores da Saúde e da Secretaria de Administração.
A manifestação da prefeitura veio acompanhada de espelho do SIAFI e de folhas de pagamento referentes aos meses de junho/2012, julho/2012, agosto/2012, setembro/2012, 13º salário, férias e pessoal da limpeza pública.
Ao deferir a liminar, a juíza citou que, como decorrência lógica do direito ao trabalho, assegura-se ao salário garantias como irredutibilidade, valor mínimo e, principalmente, sua proteção contra retenção dolosa (art. 7º, X), pois a retribuição pecuniária constitui, para a maioria dos trabalhadores, a única base de subsistência, sendo essencial para a satisfação das necessidades vitais e familiares, haja vista sua natureza alimentar (art. 100, § 1º). Logo, as normas que impõem o seu pagamento pontual e integral são inderrogáveis e de ordem pública.
No caso dos autos, os documentos demonstram, em tese, a veracidade dos fatos articulados, uma vez que declarações do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rosário, Bacabeira e Presidente Juscelino e da secretária Municipal de Assistência Social de Rosário convergem no sentido de indicar a ocorrência de atraso salarial por parte do município.
Segundo a magistrada, também há perigo de dano irreparável ou de difícil reparação, pois o prolongamento do atraso noticiado nos autos comprometerá ainda mais a dignidade humana e o mínimo existencial dos servidores municipais, haja vista o comprometimento da qualidade de vida, pois a verba salarial constitui meio satisfação das necessidades básicas de sobrevivência do trabalhador e de sua família, sobretudo daqueles que recebem remuneração mínima.
A juíza Rosângela Prazeres determinou, também, a intimação do representante legal do Município de Rosário, para que providencie as medidas necessárias ao pagamento dos salários em atraso aos servidores públicos municipais, inclusive contratados, enviando as respectivas folhas de pagamento ao Banco do Brasil, no prazo de 72 horas, conforme bloqueio judicial determinado, demonstrando em juízo, o cumprimento da obrigação, no mesmo prazo. A multa diária em caso de descumprimento é de R$ 5 mil.
As informações são da Assessoria de Comunicação CGJ.


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Blecaute na noite desta quinta-feira atingiu todo o Maranhão e partes do país


A cidade de Bacabeira sofreu uma queda de energia por volta de 23h20 (horário local) desta quinta-feira (25). Segundo a assessoria da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), o blecaute ocorreu em todo o Estado. O problema foi atribuído à distribuição de energia do Sistema Interligado Nacional, de responsabilidade do ONS (Operador Nacional do Sistema).

“Houve falta de energia elétrica parcial nas regiões Norte, Sul e em todo o Nordeste do país”, afirmou Luiz Carlos Cardoso, assessor de imprensa da CEMAR.

Por meio de redes sociais, moradores do município de Imperatriz, a 626 quilômetros da capital, também confirmaram a ocorrência de blecaute. Eles disseram que a energia elétrica começou a ser reestabelecida às 0h30 e por volta de 0h43, o problema já havia sido quase completamente solucionado.

Até a publicação desta reportagem, não há confirmação sobre as causas que levaram ao blecaute nem previsão de reestabelecimento total da energia no Estado.

Prejuízos. À 1h15, a Delegacia da Cidade Operária já havia registrado o roubo de três motocicletas no bairro durante o blecaute.

Reestabelcimento da energia.


Por volta de 1h30, moradores dos bairros do São Francisco, Renascença, Centro, Anil, Filipinho, Bequimão, Parque Universirtário, Cohab , Vinhais e Cohafuma em São Luis, confirmaram o retorno da energia elétrica por meio das redes sociais. O blecaute durou cerca de duas horas e meia.


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Vereador vai pedir afastamento do prefeito Bimba por não pagamento de salários.

Ver. Willame, ao centro

O vereador e ex - candidato à prefeitura de Rosário, Willame Anceles (PSB), vai propor na próxima segunda-feira, 29, na câmara municipal, o afastamento do Prefeito Marconi Bimba (PRP), por segundo ele, não pagamento dos proventos dos servidores públicos da cidade.


O funcionalismo público que já era desconfiado com o atual gestor, agora vive momentos que outrora, já viveram. O problema é que os recursos da prefeitura estão bloqueados pela união desde o mês de setembro e, com isso, o gestor fica impossibilitado de fazer pagamentos e outras coisas mais em sua gestão.


Contudo, o vereador Willame que foi candidato a sucessor de Bimba este ano, quer agora, afastá-lo do cargo, por improbidade administrativa, cometida pelo não pagamento da folha, que já chega a quase dois meses.


Willame diz também, que não era ligado a Bimba, e que não recebeu apoio do prefeito nas eleições de 2012, quando o mesmo se candidatou a prefeito de Rosário, ficando em 2° lugar, com mais de 6 mil votos.


O certo é que os profissionais da administração pública rosarienses, estão preocupados com a situação, que já vai completar dois meses sem salários.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

20 casos de Aids foram registrados em Bacabeira


Entre 1980 e junho de 2011, 608.230 pessoas foram infectadas com o vírus da Aids no Brasil, segundo Boletim Epidemiológico 2011 do Ministério  da Saúde, ao qual a reportagem teve acesso. O dado indica que menos de 1% da população de 15 a 49 anos possui a doença, mantendo a taxa de prevalência de 0,61% relativamente estável entre 2009 e 2010.



Em Bacabeira, o registro de novos casos tem se mantido estável. De acordo com o boletim, de 2002 a 2011, mais de 50 casos de HIV/Aids em acompanhamento na rede pública. Desses, 20 são casos de Aids já diagnosticado, ou seja, fazem uso de medicação.



Veja a evolução do vírus da Aids em Bacabeira, segundo Boletim Epidemiológico 2011.





Dr. Hilton se encontra com ministros em Brasília


O prefeito de Santa Rita, Dr. Hilton Gonçalo (PDT) realizou, nesta terça-feira (23), em Brasília, reuniões de trabalho nos Ministérios da Saúde, com Alexandre Padilha e das Cidades, com Mário Negromonte. Ele esteve acompanhado dos prefeitos eleitos de Pastos Bons, Irene Gonçalo (PV); Tim Ribeiro (PRB), de Santa Rita; além de vereadores. Em todos os compromissos foram tratadas as principais solicitações para as duas cidades à União.


A primeira audiência, que ocorreu no Ministério das Cidades, por volta das 12h, Dr. Hilton pediu celeridade em relação aos projetos - já enviados ao ministério - referentes à instalação de esgotamento sanitário, pavimentação de ruas e construção de casas.



Dr. Hilton entregou um documento com os projetos à equipe de estudo do Ministério das Cidades para liberação dos recursos. "Realizamos um esboço para o ministro Mário Negromonte sobre os projetos e viemos pedir ajuda à União. Saímos daqui satisfeitos, porque tratamos de vários projetos que podem, inclusive, beneficiar os municípios de Rosário, Bacabeira, Icatú, Presidente Juscelino, Cachoeira Grande, Axixá e Morros", ressaltou Hilton Gonçalo.



Depois do Ministério das Cidades, Gonçalo e comitiva, formada por dois prefeitos e nove vereadores, tiveram reunião no Ministério da Saúde. Foram abordados os programas a serem desenvolvidos no decorrer dos próximos anos em parceria com a pasta.



Representantes do ministro Alexandre Padilha se comprometeram em analisar o pedido de instalação de um CAPS e um posto do SAMU, com sala de estabilização, no município de Pastos Bons.

No ministério da Saúde, Dr. Hilton Gonçalo apresentou ainda, os projetos de construção de uma Unidade de Pronto Atendimento - UPA 24h e a implantação de um posto do SAMU para Santa Rita. Ele ficou entusiasmado e disse que o órgão está à disposição para ajudá-lo a concretizar arrojadas obras em Santa Rita e Pastos Bons, como também em outras cidades do estado.

"São obras que vão beneficiar não apenas Santa Rita e Pastos Bons, mas as regiões do Munim e Leste Maranhense. Tenho certeza que vamos conseguir realizar todos estes projetos que apresentamos junto aos dois ministérios", finalizou Dr. Hilton.



segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Prefeitura de Santa Rita conclui pavimentação em São Pedro, em Bacabeira


A Prefeitura de Santa Rita concluiu a pavimentação asfáltica de ruas do Povoado São Pedro, que faz fronteira com o município de Bacabeira. O investimento, executado com recursos próprios, foi um compromisso do prefeito Dr. Hilton Gonçalo (PDT) com os moradores e complementa uma série de obras executadas na comunidade, onde as famílias do local sofriam com a poeira, no verão e com a lama, no inverno.


No ano passado, Dr. Hilton visitou o local eanunciou que faria a pavimentação assim que tivesse recurso próprio disponível no caixa da Prefeitura. Outras obras de asfalto estão sendo executadas com recursos próprios, como no Povoado Santana que, também, recebe os mesmo investimentos e deverá ter as obras concluídas nesta segunda-feira (22).  Na data marcada para começar a pavimentação as máquinas estavam no bairro e um mês depois a poeira e a lama deixaram de ser um problema para as famílias da região.



SERIEDADE E COMPROMISSO


Moradores das duas localidades ressaltaram à reportagem da Folha Maranhão, o empenho da atual administração santa-ritense junto aos povoados limítrofes, que fazem divisa com os municípios de Bacabeira e Rosário. “O prefeito [Dr. Hilton] disse que tinha como asfaltar e deu um jeito. Está aqui o asfalto prontinho. Isso é a seriedade com que a Prefeitura tem tratado não só o povo de São Pedro, mas de todas as comunidades localizadas em território limítrofe entre Bacabeira e Rosário”, disse um morador que se identificou apenas por João.



FALA AÍ, PREFEITO HILTON!


Ao falar sobre as obras realizadas nas comunidades que fazem fronteira com os municípios de Bacabeira e Rosário, o prefeito de Santa Rita, Dr. Hilton Gonçalo, afirmou que se sente feliz, realizado e agradecido a Deus por ter tido a oportunidade de honrar o compromisso assumido com os moradores.



 “A população reconhece que a nossa administração realizou muitos investimentos nos últimos anos e sabe que temos condições de fazer novos compromissos. Isso com os pés no chão, dando o passo conforme a perna, por isso, estou feliz, realizado e agradecido a Deus por ter tido a oportunidade de honrar o compromisso assumido com as famílias de São Pedro e Santana”, declarou Hilton.


Sampaio é mais uma vez campeão brasileiro


Na tarde/noite deste domingo (21), o Sampaio Correa conquistou, de maneira inquestionável, mais uma vez o título de campeão brasileiro. O time maranhense venceu o CRAC-GO por 2 X 0 e chegou ao título invicto da Série D.

Esse foi o terceiro título do Sampaio em campeonatos brasileiros, pois anteriormente já havia conquistado a competição em 1972 (2ª divisão) e 1997 (3ª divisão).

Mesmo depois de conseguir o seu principal objetivo, o acesso a terceira divisão, o Sampaio não diminuiu o ritmo e com uma campanha irrepreensível, conquistou neste domingo o título de campeão brasileiro de 2012.

No jogo decisivo o time maranhense, mais uma vez no Estádio Castelão lotado, impôs seu futebol desde o início. O Sampaio precisava de um empate sem gols para levantar o troféu, mas ainda no primeiro tempo abriu o marcador através do meio-campista Eloir.

Na segunda etapa de jogo, o Sampaio manteve o ritmo e aos 31 minutos ampliou o placar. O gol saiu dos pés do, indiscutivelmente, melhor jogador do tricolor maranhense na competição, o atacante Pimentinha.

Após o segundo gol, o torcedor sabia que o título seria questão de minutos e após o apito final, o torcedor maranhense pôde mais uma vez comemorar o título merecido de campeão brasileiro.

Parabéns ao Sampaio, seus dirigentes, jogadores, funcionários, torcedores e todos aqueles que de uma maneira ou de outra colaboraram para esse momento que pode ser o início da recuperação do futebol maranhense.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Casamento de Calvet e Bira acabou por falta de fidelidade; Diz neto.

Bira e Calvet: "Casamento acabou cedo"

Em nota divulgada nesta sexta-feira (19), Calvet Neto, presidente do PMDB de Bacabeira, rebateu artigo de Fabio Torres, sobrinho de Ubirajara Torres, o Bira (PDT), que foi candidato a vice na chapa de Reinaldo Calvet (PSC), em que ele acusa o socialista cristão, de uma suposta quebra de acordo.



No texto, Calvet Neto critica os argumentos de Fábio, e insinua que o vice do pai teria sido 'assediado por adversários', um dos fatores que, segundo ele, fez Bira abandonar a campanha em Bacabeira. "O 'casamento' de Bira e Calvet acabou por falta de cuidado", esclareceu.

Confira a nota assinada por Calvet Neto

A verdade só tem três lados

Toda verdade tem três lados. O lado de quem é ouvinte, o lado de quem está falando e o lado de quem possui a verdade. Então vamos aos fatos.


Foi durante uma conjuntura de grupo que surgiu o "casamento" entre Bira e Calvet. No entanto, todo "casamento" sem planejamento acaba por falta de cuidado.


Nessa aliança que culminou o maior numero de grandes lideranças de Bacabeira em um único lado, surgiu um grupo que tinha tudo pra ser o grupo vencedor. Mas, por circunstancias alheias a vontade de todo este grupo, a derrota nas urnas se tornara inevitável.


No entanto, o ponto principal em questão não vem a ser este. O ponto levantado pelo "líder político" Fábio Torres, é uma injusta, despreparada, dissimulada, desavergonhada e fingida calúnia a respeito da suposta quebra de um "acordo". E todo acordo é a espontânea volição entre duas pessoas que, se submetem a cumprir mutuamente. Isso, Sr. Fábio não fora feito. Não houve nem sombra de cumprimento de acordo....Concordo com você. Mas sabe por quem? Pelo Sr. Bira. Senão, vamos aos acontecimentos.


Expliquem-nos do por que da total ausência do vice Bira durante a campanha? Ausência esta em doar-se completamente, de corpo e a alma a campanha.


Expliquem-nos do porque que o vice Bira sempre se comportou muito distante do seu parceiro de chapa? Por que tantas reuniões paralelas? Por que tantos "compromissos" sem que ninguém da coordenação soubesse quais "compromissos" seriam esses?


Expliquem-nos do por quê dos tantos "puxões de orelha" dados ao Bira pelo Sr. Ducarmo? Expliquem-nos por que o Sr. Ducarmo conversou diversas vezes com o vice Bira para ele se integrar mais na campanha?


Expliquem-nos do por quê  o Sr. Bira fazia tanta questão de mostrar as ligações recebidas em seu celular, vindas do Sr. Alan, Venâncio e Dr. Hilton. Para o 'casamento' dar certo, é preciso corta de uma vez por todas, qualquer "relação" com paqueras ou então o 'enlace matrimonial' vai ruir.


Por que o Sr. Gabina reconheceu a falibilidade do Sr. Bira quando aquele me avisara que reconhecia que Bira estava propenso a abandonar o barco depois de muito "assedio" dos dois outros candidatos?


Qual o papel do vice? Somar ou subtrair? O que o vice faz durante toda campanha? Cola com o candidato majoritário ou sempre se propõe a esconder-se?


Quando os interesses são maiores do que o compromisso de comprometer-se com a causa, aí toda desconfiança, toda insegurança é aflorada. O que vimos em nosso grupo foi o total desapontamento de todo um grupo político com um candidato. E esse candidato que desapontou o grupo não foi o Calvet.


Deixo aqui com a palavra o Sr. Ducarmo, capitão Lucas, Lourenço, Pr. Neto que fizeram parte da coordenação da campanha e do grupo, assim como também deixo aqui com a palavra todos os nossos candidatos a vereador que participaram ativamente na campanha.

Perguntemos a eles e assim vamos colher a verdade. Sem nenhuma dúvida serão UNÂNIMES em dizer uma coisa: Bira desapontou.


Aí pergunto: que segurança passou o vice Bira a fim de que na necessidade de uma substituição, o seu nome fosse o nome para se fazê-la?


A crise do "casamento" foi gerada lá atrás....Quando aquele que jurou fidelidade no "altar" da convenção partidária, logo nos primeiros dias de "lua-de-mel" ele não resiste a "cantadas" dos canastrões, safados que não respeitam uma união sacramental.


Desse jeito não há amor que perdure.


(Calvet Neto, presidente do PMDB de Bacabeira)





quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Prestígio com Costa Ferreira, fez Jefferson permanecer no comando do PSC.

Dep. Costa Ferreira e ver. Jefferson

O vereador e presidente do PSC em Bacabeira, Jefferson Calvet, decidiu abrir o jogo e, esclarecer algumas polêmicas geradas antes, durante e depois das eleições municipais em Bacabeira.


Jefferson que foi tão perseguido por alguns políticos esse ano e, consequentemente, não conseguiu sua reeleição por causa das muitas “polêmicas” e mentiras envolvendo seu nome, afirma que a vítima em todo o processo político-eleitoral foi ele.


Todo mundo sabe que desde o início do ano, o parlamentar havia enfrentando problemas com seu partido PSC, onde seu tio Reinaldo Calvet, também PSC, queria a todo custo, a presidência do partido, destituindo seu sobrinho e atual presidente da sigla. Mas, não conseguiu.


Depois da tentativa de destituição do vereador do cargo de presidente do partido, o clima entre tio e sobrinho ficou arranhado. Para Jefferson, isso foi uma “facada nas costas”, pois sempre apoiou e defendeu seu tio e família na câmara. Outras vezes, o ex-prefeito tentou a todo custo “tomar” o partido. Mas novamente, não conseguiu.


Jefferson, inteligentemente, fez o óbvio. Aproximou-se cada vez mais do presidente do PSC no Maranhão, dep. Costa Ferreira, onde fortaleceu laços de amizade e, isso lhe ajudara a permanecer a frente do partido em Bacabeira.


Hoje, Jefferson não venceu as eleições. Mas venceu na “queda de braços” pelo comando do PSC na cidade.


“Fui inteligente. Soube agir na hora certa e, estudei a melhor estratégia para permanecer a frente do partido. Só Deus sabe minha luta. Não é fácil enfrentar Calvet, mas Deus me deu força e sabedoria para manter-me com o PSC”. Disse Jefferson.


Jefferson afirma ainda, que não é inimigo de seu tio, por que na verdade, foi forçado por falta de clima, a não ficar no mesmo palanque com Calvet, mas, que não guarda ressentimentos.


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Evangélicos perderam seus representantes na Câmara.

Vilmar e Jefferson

O povo evangélico do município de Bacabeira estava com toda a força, no que se refere à representação no poder legislativo da cidade. Os vereadores Vilmar Rocha (DEM) e Jefferson Calvet (PSC), são os dois parlamentares evangélicos, que defendem sua bandeira eclesiástica naquele poder.


Hoje, depois da eleição, esse quadro mudou radicalmente. Vilmar e Jefferson não conseguiram suas reeleições, respectivamente. Logo o povo evangélico, que corresponde mais ou menos 25% do eleitorado bacabeirense, ficaram sem voz na câmara. Dos 09 vereadores que assumirão o mandato em 1° de janeiro de 2013, nenhum é evangélico. Ou seja, quem se fortaleceu mesmo, foi a igreja Católica, que conseguiu eleger nada mais e nada menos, do que todos os vereadores.


Parece que a massa evangélica que é tão forte em Bacabeira, não se preocupou muito em reeleger novamente, seus irmãos vereadores.


Não sei se é superstição  Mas Jefferson e Vilmar, sempre concorreram eleições em lados separados. Em 2008 ambos foram eleitos pela primeira vez e, em 2012 ambos perderam as eleições. Parece algo combinado, mas não é.


O certo é que os edis terão mesmo que esperar até 2016, para tentarem retornar como vereadores eleitos, e voltarem a representar seu povo.


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Dr. Hilton quer disputar o governo do Maranhão em 2014

Dr. Hilton Gonçalo - PDT

O prefeito de Santa Rita, Dr. Hilton Gonçalo (PDT) parece mesmo decidido em ser candidato ao governo do Estado em 2014, segundo ele mesmo afirmou ao Portal Folha Maranhão.com, em entrevista ao jornalista Isaías Rocha. "A disputa pelo Palácio dos Leões está nos meus planos e tenho muita intenção, já que meu trabalho como prefeito foi reconhecido por duas vezes nas urnas", assegurou Hilton à Folha.


Visto como preferido do ex-ministro Carlo Lupi, aliado da presidenta Dilma Rousseff, paraconcorrer o governo do Estado pelo PDT, Dr. Hilton destaca que este é o seu principal objetivo político no momento e negou que seja candidato a deputado federal, como informou os blogs dos jornalistas Luis Cardoso e Neto Ferreira.

A publicação dos respectivos jornalistas dava conta de uma possível aproximação do prefeito de Santa Rita com o ex-prefeito de Bacabeira, Reinaldo Calvet, tinha como principal projeto, a eleição do primeiro para Câmara Federal, em 2014. No entanto, Hilton tratou logo de negar a informação.

"Não tenho ligação políticas com Calvet, e nunca lhe procurei para tratar de alianças visando uma disputa como deputado federal em 2014", revelou Hilton, afirmando ainda que várias vezes lutou por um apoio de Calvet à sua esposa Fernanda (PMN), segunda colocada nas eleições deste ano para Prefeitura de Bacabeira.

Hilton Gonçalo acrescentou que a vitória de Tim Ribeiro (PRB), seu aliado, em Santa Rita; Irene Gonçalo (PV), sua irmã, em Pastos Bons; e a eleição de diversos amigos e aliados em cidades da região do Munim, Lençóis, Cocais, e Sertão Maranhense lhe credencia a entrar na disputar pelo Governo do Estado.
"Tenho muitos aliados e amigos que venceram em regiões como Munim, Lençóis, Cocais e Sertão Maranhense. Além disso, tenho trabalho realizado em Santa Rita, cidade que me reconheceu por duas vezes nas urnas como um dos melhores prefeitos que já administrou o município", opinou Hilton.




Republicanos, Martinho e Dineide trocam “farpas” na câmara.

Martinho
Dineide

Os aliados políticos, enteado e madrasta, os vereadores Martinho e Dineide trocaram farpas durante a sessão legislativa, de ontem (15), no prédio da câmara de Bacabeira.


O motivo da “intriga”, foi motivado pela vereadora Dineide Ramos (PR), quando a mesma insinuou que Martinho, também (PR), teria deixado de apoiar Calvet (PSC), para se juntar a “forasteira” Fernanda Gonçalo (PMN), na reta final da campanha eleitoral de 2012, deixando o grupo de Calvet e todos os seus companheiros de partido e coligação.


Martinho por sua vez, não gostou nem um pouco do pronunciamento da madrasta e colega de partido e, disparou: “Não me arrependo nem um pouco de estar com Fernanda. Melhor estar com ela, do que ficar do lado de Calvet. Calvet enganou o povo de Bacabeira. Enganou todo o seu grupo político. Eu não poderia apoiar uma falta de respeito dessas”. Disse...


Martinho que fora reeleito em 1° lugar de sua coligação, acompanhado pela vereadora Dineide, poderão apoiar o futuro prefeito Alan Linhares (PTB), por não terem opções de grupo. Ou seja, a oposição de Bacabeira praticamente, não existe mais, depois da derrota do vereador Jefferson (PSC), quem na verdade, sustentava a oposição na câmara municipal colegas de parlamento, ou terão que refazer a oposição, ou então, se unirão ao prefeito que será empossado em 1° de janeiro de 2013.